SEGURANÇA EM 1° LUGAR

A atividade penitenciária é uma das mais perigosas e estressantes do mundo, portanto, requer rigorosos processos de segurança.

O SINDARSPEN lança esta campanha permanente para auxiliar a categoria em relação aos procedimentos a serem adotados nas unidades penais do Paraná.

Os policias penais (antigos agentes penitenciários) somos a personificação do Estado dentro do cárcere e, por isso, estamos suscetíveis a ações de quem quer atacá-lo. Esse risco eminente impõe que a segurança seja prioridade em todas as nossas ações em serviço. Porém, apesar disso, o Governo do Estado tem negligenciado esses cuidados e, consequentemente, as nossas vidas.

A estrutura física deficitária, a carência de formação continuada dos servidores, e, sobretudo, a falta de policiais penais para atuar nos presídios, casas de custódia e cadeias públicas têm levado o Paraná a acender o sinal vermelho para a falta de segurança.

Em 2011, o Departamento Penitenciário editou o caderno “Práticas de Segurança nas Unidades Penais do Paraná”, com objetivo de sistematizar os procedimentos de funcionamento dos estabelecimentos penais no estado. No entanto, diante da falta de efetivo e de investimentos no sistema penitenciário, a aplicação do referido Caderno tem ficado cada vez mais para trás.

Por isso, o SINDARSPEN está disponibilizando a cartilha de bolso “Segurança em 1° lugar”, como uma ferramenta para uso constante para a defesa dos policiais penais. Não podemos ser impelidos a fazer algo em contrariedade às normas impostas pelo próprio DEPEN.

Se o descumprimento do Caderno de Segurança configura uma falta administrativa do servidor, precisamos estar vigilantes ao seu cumprimento e buscar o amparo nele sempre que necessário. A segurança de todos deve estar sempre em primeiro lugar!

Cartilha de Segurança

Práticas de Segurança das Unidades Penais do Paraná.