0800 645 1311
Facebook Youtube
Carregando...
Notícias
   Facebook
SINDARSPEN se reúne com titular da SEPEN para pedir condições mais seguras de trabalho aos agentes
11.mai.2018 [sex]
SINDARSPEN se reúne com titular da SEPEN para pedir condições mais seguras de trabalho aos agentes



O SINDARSPEN esteve reunido nesta sexta-feira (11) com o secretário de Administração Penitenciária (SEPEN), coronel Élio Manoel, para solicitar a retomada do projeto de automação das unidades penais do Paraná.
 
A redução de contato entre presos e agentes é essencial para a garantia da segurança desses trabalhadores. A automação também ajuda a minimizar o grave problema da pouca quantidade de agentes para a movimentação de presos nas unidades. "Defendemos a automação porque entendemos que ela é fundamental para melhorar as condições de segurança dos servidores que estão no fundo da cadeia", explicou o presidente do SINDARSPEN, Ricardo Miranda.
 
Em agosto passado, o Sindicato iniciou a interlocução com a Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo (SAP) para que o modelo de automação implantado no estado vizinho pudesse servir de base para a implantação no Paraná. Em março, a equipe responsável pela automação de mais de 100 unidades paulistas visitou unidades penais em Curitiba e apresentou ao DEPEN uma proposta de implantação aqui. “Já foi dado start nesse processo e ele precisa ser aproveitado. Não temos mais tempo a perder porque é a segurança dos agentes penitenciários que está em risco”, defendeu o vice-presidente do Sindicato, José Roberto Neves.
 
O Secretário declarou ser plenamente possível a implantação do projeto, com a utilização de recursos do Fundo Penitenciário e delegou ao agente penitenciário e engenheiro mecânico Diego Machado, que está lotado no DEPEN, que seja feito um levantamento minucioso das necessidades para que seja efetivada a implantação.
 
 
NÃO AO SHELTERS
 
A direção do SINDARSPEN aproveitou a ocasião para reivindicar que não sejam instalados contêineres para abrigar presos nas unidades penais do Paraná. “Hoje não temos servidores em quantidade nem para movimentar os presos que já estão na unidade, imagine se os agentes tiverem que dar conta também de quem vai estar nos shelters”, relatou Ricardo.
 
A Penitenciária Estadual de Piraquara I (PEP I) já está 8 shelters instalados, com capacidade para 12 detentos cada. A unidade tem 640 presos, com 35 agentes por plantão, sendo apenas 8 para fazer as movimentações (levar os presos para banho de sol, atendimentos médico, jurídico e social, atividades de estudo, etc). Se os shelters entrarem em operação, serão mais 96 presos na unidade.
 
O secretário se comprometeu em buscar uma solução para a questão que não atente contra a segurança dos agentes penitenciários, mas ressaltou que o fato dos contêineres já terem sido comprados pelo Estado, inclusive em regime de dispensa de licitação, obriga o atual governo a fazer algum uso das estruturas.  
 
Também participaram da reunião pelo SINDARSPEN o dirigente sindical Paulo Córdova e os agentes da PEP I Daniel Rezende e Reginaldo Santos. Pela SEPEN, participaram o vice-diretor geral da SEPEN, Thorstein Ferraz e Assessor Técnico para questões de segurança Benigno Soares. 

Fonte:

» Confira outras notícias

Dicas Unimed
SINDARSPEN - Sindicato Dos Agentes Penitenciários do Paraná - 2018 ® Todos os Direitos Reservados
Nexus Design