0800 645 1311
Facebook Youtube
Carregando...
Notícias
   Facebook
Data base: pressão está dando certo, mas é preciso fortalecer a luta
11.jun.2018 [seg]
Data base: pressão está dando certo, mas é preciso fortalecer a luta

Governo já admite ter recursos para pagar os servidores

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano, retirou de pauta, na tarde desta segunda-feira (11), os projetos para o pagamento da data base aos servidores do Legislativo e do Judiciário. Segundo o deputado, a suspensão será feita até a próxima segunda (18).

Os servidores do Executivo reivindicam que tais projetos só sejam votados quando a governadora Cida Borghetti enviar para a ALEP o projeto para o pagamento da data base deles. A exigência é de isonomia com os demais poderes. “Não somos contra o pagamento aos demais servidores. Queremos apenas ser tratados com o mesmo respeito que os trabalhadores do Legislativo e do Judiciário”, explica o presidente do SINDARSPEN, Ricardo Carvalho.

A retirada de pauta aconteceu após pressão do funcionalismo público, que, organizados pelos sindicatos que integram o Fórum de Entidades Sindicais (FES), iniciaram nesta segunda-feira uma vigília em frente ao Palácio do Iguaçu para pressionar o governo do estado a pagar a data base devida.

Os servidores exigem que a governadora dê, pelo menos, o percentual referente à inflação do último ano, de 2,76%. “O governo nos deve muito mais, mas como o prazo pra pagamento já venceu porque Beto Richa não fez o pagamento, exigimos que Cida Borguetti pague o que ainda é possível pagar, dentro do prazo da legislação eleitoral”, esclarece Ricardo, lembrando que o prazo para que seja garantido o reajuste é 6/7.
 
O valor acumulado em dois anos e meio devido pelo Estado aos servidores do Executivo chega a 11,53%. O FES já conseguiu que o governo de Cida Borghetti se comprometesse em apresentar emenda à LDO 2019, derrubando a barreira criada pelo governo Richa para conceder o reajuste dos servidores apenas após o pagamento atualizado de todas as promoções e progressões de servidores.
 

Governo já admite ter recursos

Outra questão comemorada pelos dirigentes sindicais foi o fato do governo do estado admitir, pela primeira vez, que existe um aumento de receita de R$ 2,5 milhões, conforme já vinha prevendo os estudos do Fórum de Entidades Sindicais, apontando que há recursos para pagar a data base.

Em reunião realizada com a coordenação do FES na manhã desta segunda na SEAP, o secretário da Fazenda, José Luiz Bovo, admitiu que há recursos. “Fica, então, cada vez mais claro que só falta mesmo disposição política para fazer o pagamento. Então, é preciso intensificar a pressão”, declarou a coordenada do FES, Marlei Fernandes. 
Também participaram da reunião os secretários de Administração, Fernando Ghinone, e do Trabalho, Paulo Rossi, além do líder do governo na ALEP, Pedro Lupion (DEM), e o deputado estadual Professor Lemos (PT).

 
Atividades vão continuar

Os agentes penitenciários ajudaram a lotar as galerias da Assembleia nesta segunda. Além do pessoal de Curitiba, participaram das atividades pela data base agentes de Londrina, Maringá, Guarapuava, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa e Cascavel.

As atividades continuam nesta terça e quarta-feira (12 e 13/06). É fundamental que os agentes que estão em Curitiba fortaleçam essa luta!

Clique aqui e confira todas as fotos do primeiro dia da Vigília pela data base.
 



 

Fonte:

» Confira outras notícias

Dicas Unimed
SINDARSPEN - Sindicato Dos Agentes Penitenciários do Paraná - 2018 ® Todos os Direitos Reservados
Nexus Design