0800 645 1311
Facebook Youtube
Carregando...
Notícias
   Facebook
Data base é dívida. Governadora pague o que nos deve!
07.ago.2018 [ter]
Data base é dívida. Governadora pague o que nos deve!

O Fórum das Entidades Sindicais retoma a luta e a mobilização pela data-base e pela Previdência.

Por FES

Em reunião durante a manhã desta terça-feira (07/08) com o secretário do Trabalho do Paraná, Paulo Rossi, indicado pela governadora Cida Borghetti para ser o interlocutor do governo nas negociações com os trabalhadores, o FES reafirmou:
 
  •  Que o Governo do Estado não deu tratamento igualitário aos servidores do Poder Executivo durante os anos de 2017 e 2018 em relação à data-base. Os demais poderes tiveram reajuste e os servidores do Executivo, não.
 
  • Que o Governo deve a esses servidores o percentual de 11,53% de valores da inflação. É possível avançar para além do 1% até o momento apresentado.  O FES exige, no mínimo, o direito da reposição da inflação dos últimos 12 meses que é de 2,76%. Já apresentamos inúmeras vezes o crescimento positivo da receita do Estado e, hoje, apresentamos novos estudos e mais possibilidades que serão levadas à Governadora Cida Borghetti. Entendemos que não há motivos para a negativa.
 
Defender os servidores é defender o serviço público para a população paranaense. Somos nós que no dia-a-dia atendemos quem necessita desses serviços.
 
Voltamos ao debate também sobre a proposta de alteração da PRprevidência (PL nº 402/18) enviado pelo governo à ALEP novamente sem debate com os servidores. Temos muito a contribuir e exigimos tempo para apresentar estudos e contraposição. No dia 22/08 realizaremos uma Audiência Pública e queremos fazer o debate.
 

Além da data-base e PRprevidência foram tratados na reunião outros assuntos:
 
- Equiparação ao piso regional - o Estado está pagando para cerca de seis mil servidores, como piso salarial, R$ 1223,00 (valor de 2017) enquanto o devido é R$ 1247,00 (valor de 2018)..
 
- Corte de gratificações - o Estado reduziu o salário de todos os dirigentes sindicais ao cortar gratificações e auxílios. Foi entregue um dossiê solicitando a revisão dos cortes, o qual será encaminhado à PGE pelo Secretário Paulo Rossi, conforme definido em reunião anterior com a PGE.
 
- Cobrança para realizar o desconto da mensalidade sindical - o Estado celebrou contrato emergencial com a Zetrasolft para cobrar pelos descontos das mensalidades sindicais que são realizadas por meio da folha de pagamento. O Ministério Público do Trabalho, instado pelos sindicatos, já abriu procedimento para apurar e reforçou a convocação ao Governo para o debate, tendo em vista o não atendimento da primeira convocação.
 
 
Participaram da reunião pelo FES: Marlei Fernandes de Carvalho, Hermes Silva Leão, Donizétti Silva, Ricardo Miranda Carvalho, José Maria Marques e Cid Cordeiro.
 
--
Foto: Camila Matta/Secretaria do Trabalho

Fonte: Texto: FES

» Confira outras notícias

Dicas Unimed
SINDARSPEN - Sindicato Dos Agentes Penitenciários do Paraná - 2018 ® Todos os Direitos Reservados
Nexus Design