Graças à ação do SINDARSPEN, Governo deve  garantir medicação que pode salvar a vida de policial penal 



O Governo do Paraná tem, no máximo, 15 dias para garantir a medicação do policial penal aposentado Gilmar Gomes, que trata de um câncer renal. A determinação é do juiz José Valdir Haluch Junior, do Juizado Especial da Fazenda Pública de Antonina, que concedeu liminar ao pedido feito pelo SINDARSPEN em defesa do servidor.

O Sindicato questionou na Justiça a ausência da medicação adequada para o tratamento que Gilmar vem realizando desde que descobriu a doença, em junho deste ano. Com uma lesão muito avançada no rim e sem a eficácia da medicação ofertada pelo Sistema Único de Saúde, a equipe médica optou por fazer o tratamento com uma outra medicação, ainda não disponibilizada pelo SUS, cujo custo médio é de R$ 20 mil a caixa.

A situação do servidor vinha preocupando colegas que estavam se mobilizando para pressionar o Governo do Estado a tomar alguma providência que pudesse salvar a vida do aposentado.

Diante da impossibilidade financeira de Gilmar, a Direção do SINDARSPEN ofereceu ao filiado o suporte jurídico para requerer a medicação judicialmente. O caso foi acompanhado pelo advogado Bernardo Milano, que integra a equipe do Sindicato, e juntou ao pedido toda a documentação necessária para comprovar a urgência da demanda, como o laudo fundamentado e assinado pelo médico que assiste o paciente, atestando que a medicação substitutiva oferecida pelo SUS não tem eficácia no caso de Gilmar; e a incapacidade financeira do servidor de arcar com o custo da medicação que pode salvar a sua vida.