Menu

SINDARSPEN pede que MP intensifique atuação por melhorias no sistema penitenciário do PR
Riscos para agentes penitenciários vêm aumentando com falta de efetivo
08/10/2018



A direção do SINDARSPEN esteve na última sexta-feira (5) mais uma vez no Ministério Público reforçando o pedido de uma maior atuação do órgão junto ao sistema penitenciário do Paraná.
 
O Sindicato apresentou ao promotor chefe do Centro de Apoio das Promotorias de Justiça Criminais e de Execuções Penais do MP, André Pasternak Glitz, um documento explanando a gravidade da falta de agentes penitenciários para atuar nas unidades penais (déficit de 1.100 agentes); a importância de o órgão apoiar a transformação da Colônia Penal Agroindustrial de regime semiaberto para fechado em regime de progressão; e uma maior atenção ao crescimento do crime organizado nas unidades do Paraná.
 
Também foi entregue ao promotor uma cópia do pedido feito pelo Sindicato ao Ministério Público para a instalação de uma ação civil pública determinando a suspensão da implantação de celas modulares (shelters) nas unidades do Paraná. A Ação tramita na 2ª Vara de Fazenda Pública de Curitiba.
 
Segundo o promotor André Glitz, nos últimos meses o MP tem intensificado a fiscalização sobre o sistema penitenciário e em breve algumas investigações devem vir a público, envolvendo denúncias feitas pelo Sindicato.

Tags: